sábado, 27 de junho de 2015

Fantástica Aventura num paraíso chamado Ibitipoca


        
        No Reveillón, um primo me contou um pouco sobre Ibitipoca [zona da Mata de Minas Gerais]. Nunca tinha ouvido falar do lugar mas, confesso que fiquei tentado somente com o seu relato. Quando fui pesquisar mais a fundo, me convenci por completo. Convidei alguns amigos e decidimos passar o Carnaval lá...  Longe das micaretas ou agitação, optamos por um feriado diferente, com uma pegada mais ecológica.  
      No sábado, dia 14 de fevereiro de 2015, juntamos nossas tranqueiras e partimos rumo ao desconhecido...e dessa vez, desconhecido mesmo, era a primeira vez de todo mundo...Dois comentários poderiam resumir a viagem…Deus está sempre conosco…e Ele não poderia ter colocado melhores amigos em nosso caminho! Cada um dos oito componentes da equipe teve seu destaque [e sabe disso] e deu o sangue pra que tudo funcionasse perfeitamente....   

       
       Foram três dias fantásticos...Experiências incríveis de superação física, de contemplar a natureza, de beber água cristalina direto de um córrego, de estar em um lugar de beleza estonteante, com muita gente bonita e simpática... de sentir o prazer de vivenciar o novo...de felicidade na simplicidade...

      No domingo fizemos o Roteiro Janela do Céu, andamos mais de 16 km [ida e volta]. É uma caminhada dura, não vou mentir pra vocês. Gastamos cerca de três horas da central de informações do Parque Estadual de Ibitipoca até a Janela do Céu propriamente dita. Fizemos algumas paradas para lanchar [levamos mochilas leves, basicamente com frutas] tirar fotos e principalmente, contemplar a paisagem. Confesso que é um dos lugares mais belos que visitei. 
      
     Ao longo do percurso, encontramos algumas grutas e cavernas que valem a pena conhecer. Porém, não existe melhor sensação do que atingir um objetivo. A chegada é realmente imbatível. Mergulhar nas águas geladas da Janela do Céu, como um alívio e uma recompensa pela dura caminhada, não tem preço. Já na segunda-feira, optamos por fazer parte do Roteiro das Águas pois ainda pegaríamos estrada no final da tarde.
     Os perrengues que passamos também foram proporcionais às maravilhas do lugar... Na primeira noite choveu e  como não sabíamos direito os macetes de um acampamento, algumas barracas inundaram...Enfrentamos também uma chuva de pedra de peito aberto sem ter pra onde fugir, com muitos raios e trovões em uma serra que parecia não ter fim na volta da Janela do Céu...Nosso carro deu defeito tanto na ida quanto na volta e tivemos que vir parando para ele esfriar. No entanto, em vez de nos desesperarmos, detectamos gestos de garra e união, como uma família, para sanar o problema....

       Mas valeu cada momento naquele lugar, é uma história para contar para os nossos netos... fomos guerreiros demais!!! Estou orgulhoso e muito feliz, de alma lavada literalmente…contente por acreditarem nesse meu sonho inicial que com o passar dos dias se tornou o NOSSO SONHO e em uma das melhores aventuras que já fizemos juntos...Obrigado por acreditarem nisso e por estarmos juntos...

      Quero voltar muitas outras vezes com vocês e continuarmos a desbravar aquelas terras.... “Nada poderá me abalar...nada poderá me derrotar...” foi o hino da viagem e só quem viveu a experiência vai me entender....

Assista ao vídeo com a saga completa



        Leia também: Uma Aventura na Cachoeira do Juju em Baependi

                               Os Mistérios de São Thomé das Letras

Nenhum comentário: