sexta-feira, 24 de julho de 2015

Como me tornei fã de Harry Potter


          Desde a infância, sempre emendo uma leitura na outra, é meu hobby predileto. Por questões de economia, sempre fui frequentador assíduo de bibliotecas, seja das escolas em que estudei ou até mesmo da minha cidade. Conheci a série Harry Potter na adolescência, pouco antes do lançamento do primeiro filme, no ano de 2001. Certo dia, a bibliotecária me indicou “A Pedra Filosofal” e foi paixão à primeira vista. 

          Os livros de ficção e aventura sempre foram meus favoritos, mas Harry Potter superou todas as expectativas. Talvez seja por eu gostar muito de escrever e tenha me identificado com o jeito criativo, inteligente  e bem articulado de J.K. Rolwling para amarrar um roteiro. Afinal, a literatura de Rowling incentivou uma geração de jovens em todo o mundo a tomar gosto pela leitura. Já que a maioria de seus livros conta com mais de quinhentas páginas e nenhuma ilustração.

         A saga de Harry, Rony e Hermione me cativou desde o primeiro momento. Minha personagem predileta sempre foi a Profa. Minerva McGonagall, apesar de me simpatizar muito também por Rúbeo Hagrid, Severo Snape e Prof. Dumbledore.  

        Na sequência li “A Câmara Secreta”, “O Prisioneiro de Azkaban” e o “Cálice de Fogo”, todos antes de ver o primeiro filme. Portanto, quando o resultado da adaptação da série para as telonas chegou, eu já havia formado o conceito dos principais personagens na minha cabeça. Aliás, os diálogos mitológicos [muito enxutos nos filmes] entre o protagonista e o Diretor de Hogwarts nos finais dos livros é uma das minhas partes favoritas. 

      Pouco tempo depois foram lançados: “A Ordem da Fênix”, “O Enigma do Príncipe” e “As Relíquias da Morte”, que também ganharam versões hollywoodianas.  E assim passaram-se dez anos! Uma década de frenesi e euforia para os Pottermaníacos. Vocês não imaginam a minha alegria quando tocou a campainha da minha casa e fui receber a coleção completa de livros que comprei em promoção pela internet [os mesmos que ilustram este texto].

        Como autêntico fã, já li mais de dez vezes cada um e os filmes já perdi a conta de quantas vezes assisti. O último volume foi dividido em dois filmes e a segunda parte foi lançada em julho de 2011. Fui na pré-estreia à meia noite no cinema e jamais vou me esquecer daquele desfecho histórico. Só não fui de cosplay porque ainda não havia ganhado de presente a minha capa. Um amigo me trouxe uma [foto acima] do parque temático de Harry Potter, localizado em Orlando, nos Estados Unidos, sensacional viu!

      De tanto acompanhar esta saga, aprendi a fazer uma Cerveja Amanteigada digna do Três Vassouras (risos). Estive na casa de um outro amigo [foto acima] que é tão fã de Harry Potter quanto eu e fizemos. Realmente ficou uma delícia...hummmm....a receita você encontra fácil na internet, só procurar, vale a pena.... 

        Enfim, acredito que Harry Potter nunca foi algo passageiro pra mim, sinto que essa magia vai me acompanhar por toda a vida. Quero que meus filhos e netos conheçam a fantástica obra desta escritora britânica...E quando bater aquela saudade ou vontade de dar uma relaxada, sei que poderei folhear todas aquelas páginas e me entusiasmar como se fosse a primeira vez...É uma leitura que me diverte e que costuma me trazer felicidade....


Confira o vídeo, 7 Cenas que faltaram nos filmes do Harry Potter



         Leia também:  De Mestre das Poções a Mito do Cinema

                                 A Batalha do Apocalipse e outros livros de Spohr







4 comentários:

Cassiano Figueiredo dos Santos disse...

Que não queria jogar quadribol ao menos uma vez por semana? Haha
Nostalgia total lendo esse texto, gostei!

Matheus Pissolatti disse...

Opa....obrigado pelo seu comentário...quadribol é fantástico mesmo viu Cassiano...marcou uma geração esses livros...

Rodrigo Semionato disse...

É uma história fantástica tbm não me canso de ver toda vez que passa no telecine.

Matheus Pissolatti disse...

Haha...com certeza uma história sem igual Rodrigo...obrigado pela leitura....