quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

A Força de Star Wars

       
        Confesso que até o final de 2015, não havia assistido nenhuma das duas trilogias de Star Wars. Não por falta de interesse, pois gosto muito de filmes de ficção e aventura, mas por falta de oportunidade mesmo. Com o lançamento eminente de O Despertar da Força, conferi a brilhante criação de George Lucas e me empolguei. Afinal, mais de três décadas após o término da trilogia original, um filme ainda consegue causar tanto frisson entre os fãs em todo o mundo, sinal que deve ter um forte diferencial. 

       Para descobrir a origem desta força, fizemos uma maratona na casa de um amigo para assistirmos à trilogia original: Episódio IV Uma Nova Esperança (1977), Episódio V O Império Contra-Ataca (1980) e o Episódio VI O Retorno de Jedi (1983). Conforme já era de se esperar, fiquei impressionado com o que vi. Darth Vader de longe se tornou meu personagem favorito quase que instantaneamente. Apesar de ter me identificado muito também com o Mestre Yoda e Han Solo (Harrison Ford). 
   
      Alguns dias depois, assisti o Episódio VII nos cinemas [na sessão de estreia do Shopping em Varginha]. Sai mais empolgado ainda. O novo filme é bem amarrado, mesclou de forma criativa os personagens novos e antigos sem perder a essência da força [literalmente], característica marcante da saga. O 3D combinou muito com o filme, os dróides continuam sendo atração a parte, sacadas bem humoradas são frequentes e o final simplesmente espetacular, deixando várias pistas para os próximos episódios. Quero ter a oportunidade de assistir novamente e assimilar outros easter eggs. 

      Para completar a maratona, assisti: Episódio I A Ameça Fantasma (1999), Episódio II O Ataque dos Clones (2002) e Episódio III A Vingança dos Sith (2005). Aprovei todos os três, principalmente o último. Gostei muito de saber a trajetória de Anakin Skywalker até se tornar Darth Vader. Com destaque para as excelentes atuações de Christopher Lee no papel de Conde Dooku, Ewan McGregor na pele de Obi-Wan Kenobi e a versatilidade do Mestre Yoda.

      Que venha o próximo filme, enquanto isso, vamos nos divertir com as mais mirabolantes teorias da conspiração para tentar descobrir o que acontecerá nos episódios que virão.

                              Maratona O Hobbit

Nenhum comentário: